SNESup denuncia: Direção da FCT persegue bolseiros [comunicado de imprensa]

Publicamos o comunicado de imprensa do SNESup sobre uma situação bastante grave. Resume o DN: «o Sindicato Nacional do Ensino Superior (SNESup) acusou hoje a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) de “perseguição política” de três bolseiros de investigação da instituição, ao que a FCT respondeu que está a averiguar “possíveis irregularidades”».

 

O SNESup irá avançar com queixa para o Provedor de Justiça, para a Inspeção Geral de Educação e Ciência e para os diversos partidos políticos

 

O Sindicato Nacional do Ensino Superior (SNESup) – a maior associação sindical de docentes do ensino superior e investigadores, independente de qualquer central sindical – denuncia que um conjunto de bolseiros que participou nas negociações do emprego científico está agora a ser perseguido pela direção da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

SNESup indica que foram levantados inquéritos disciplinares a 5 bolseiros, sendo claro o clima de intimidação.

Para o professor Gonçalo Leite Velho, presidente da direção do SNESup “É inadmissível o que se assiste na FCT. Cada vez mais parece uma instituição condenada a uma triste sina. Os testemunhos são de atitudes intoleráveis num país democrático. Estamos a falar de pessoas altamente qualificadas, que são sujeitas a situações inqualificáveis. A fragilidade dos vínculos corresponde a uma fragilidade de nível de quem se encontra a dirigir a FCT. Às críticas responde com prepotência e vingança.” 

Nos inquéritos disciplinares a acusação é a da violação da exclusividade, por os bolseiros se encontravam inscritos em centros de investigação. Trata-se de uma inscrição da qual os mesmos não possuem qualquer remuneração e que faz parte da atividade normal de qualquer investigador/cientista.

Quando a FCT trata assim os doutorados, intimidando e atentando contra a liberdade académica e científica, estamos conversados sobre o futuro do país. A liberdade para fazer investigação está inscrita na Constituição. A situação demonstra os graves problemas que temos na cultura de alguns dirigentes que não sabem lidar com as gerações mais qualificadas. Temos uma geração de século XXI com dirigentes que parecem saídos do século XVII numa cultura de Inquisição. Se este é o exemplo que a FCT dá para o sistema, estamos conversados” destaca o professor Gonçalo Velho.

O SNESup irá avançar com queixa para o Provedor de Justiça, para a Inspeção Geral de Educação e uma exposição para os diversos partidos políticos, sendo fundamental que estes tomem posição. Nenhum partido pode estar de acordo com esta atuação de Paulo Ferrão, Presidente da FCT.

O SNESup pretendia também avançar com queixa para o ministro Manuel Heitor, contudo “perante as declarações do ministro sob o caso dos docentes sem remuneração, percebemos que este é um ministério que pouco se importa com o abuso sobre docentes e investigadores. Aliás, dada a relação direta entre o Presidente da FCT e o ministro, a pergunta é: de onde parte a ordem de intimidação? Vejamos se não há mais casos.” conclui o professor Gonçalo Velho.

Anúncios

One thought on “SNESup denuncia: Direção da FCT persegue bolseiros [comunicado de imprensa]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s