Paulo Granjo [Rede] sobre o PREVPAP no Jornal I

O Jornal I publica hoje um artigo do Paulo Granjo, da Rede de Investigadores contra a Precariedade Cientifica, sobre a palavra “só” e o seu significado na portaria da PREVPAP.

O que não é matéria de interpretação e opinião é a importância e sentido da palavra “só” no articulado desta portaria do PREVPAP. Está lá para que só sejam excluídas carreiras específicas, por razões específicas e justificadas – razões outras que não o achar-se que a precariedade seja uma coisa boa, ou que seja mais fácil gerir pessoal e finanças com base nela.

Neste quadro, qualquer insistência em tentativas de excluir a ciência do PREVPAP, com base na mera opinião e vontade, não se limitaria a ser intelectualmente desonesta e abusiva. Seria também ilegal e insustentável em termos políticos, certamente suscitando reações com consequências imprevisíveis.

Confio, por isso, que o bom senso impere e que tal não aconteça.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s